Imagem do filme "Clandestinas"

FICÇÃO E REALIDADE? O ABORTO NA COMÉDIA ROMÂNTICA E NO DOCUMENTÁRIO

É interessante questionar até que ponto aquele comentário da “ficção imitando a realidade” é válido. Principalmente quando se tem o debate filosófico do que é a realidade e também de que, nem sempre, o documentário pode ser equivalente a um recorte de realidade. Mas bem, o propósito do texto não é questionar a relação entre ficção e realidade e sim envolver esses dois planos, que … Continue reading FICÇÃO E REALIDADE? O ABORTO NA COMÉDIA ROMÂNTICA E NO DOCUMENTÁRIO

MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES EXIBE 41 FILMES COM MULHERES NA DIREÇÃO

A 20ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes, que começa amanhã, 20, e segue até o dia 28 de janeiro, na cidade histórica mineira, exibirá um total de 107 filmes ao longo de sua programação: 33 longas, 2 médias e 72 curtas-metragens. Destes 107 filmes, 41 contam com mulheres na direção, aproximadamente 38% (16 longas e 25 curtas-metragens). De acordo com a produção do … Continue reading MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES EXIBE 41 FILMES COM MULHERES NA DIREÇÃO

A PRINCESA GISA E A REPRESENTAÇÃO DA MENINA NEGRA NO AUDIOVISUAL

Quantas princesas negras você conhece? Quantas protagonistas? Quantas personagens interessantes, densas e fortes? Esse questionamento sobre a falta de representatividade de mulheres negras na mídia é o ponto de partida do curta-metragem Fábula de vó Ita, de Joyce Prado e Thallita Oshiro. O filme, direcionado ao público infantil (mas que também encanta e gera reflexões nos adultos), conta a história de Gisa, uma menina negra … Continue reading A PRINCESA GISA E A REPRESENTAÇÃO DA MENINA NEGRA NO AUDIOVISUAL

GORDA SIM! MARAVILHOSA TAMBÉM!

“Você é menina, você tem que ser magra, você tem que ter cintura, você tem que ter peito, você tem que ter bunda. Por que você não é igual à Barbie com que você brinca?” “Parece que o gordo não pode expor o corpo. Porque é feio, porque não é agradável aos olhos. Parece que dizem ‘por favor se cubra’! E eu não sou obrigada”. … Continue reading GORDA SIM! MARAVILHOSA TAMBÉM!