Balanço final| #ElasNoOscar | Testes de representatividade

Para fechar o Especial do Oscar 2018 do Arte Aberta #ElasNoOscar, com a análise de cada um dos filmes indicados à categoria de Melhor Filme, preparamos um balanço de como esses filmes se apresentam em relação à mulher, a partir dos testes de representação. No primeiro post, explicamos os testes de representatividade analisados e detalhamos esta série. Confira!

A forma da água, de Gilhermo Del Toro, levou quatro estatuetas: Filme, Direção, Design de Produção e Trilha Sonora (estava indicado a 13 categorias). Os outros indicados ao Oscar na categoria de Melhor Filme foram: The Post: a guerra secreta, de Steven Spielberg (indicado a duas categorias, não levou nenhuma); Trama fantasma, de Paul Thomas Anderson (indicado a seis categorias, levou Melhor Figurino); O destino de uma nação, de Joe Wright (indicado a seis categorias, levou Melhor Maquiagem e Melhor Ator)Me chame pelo seu nome,  de Luca Guadagnino (indicado a quatro categorias, levou Melhor Roteiro Adaptado); Dunkirk, de Christopher Nolan (indicado a oito categorias, levou os prêmios de Edição de Som, Mixagem de Som e Edição); Corra!, de Jordan Peele (indicado a quatro categorias, levou Melhor Roteiro Original); Lady Bird: é hora de voar, de Greta Gerwig (indicado a cinco categorias, não levou nenhuma); Três anúncios para um crime, de Martin McDonagh (indicado a sete categorias, levou Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvante).

Esses nove filmes apresentam no elenco principal (identificado nos créditos de apresentação ou encerramento) uma média de 34,96% de personagens femininos, enquanto a ficha técnica principal mapeada é de 29,13%, demonstrando baixa participação das mulheres tanto no elenco principal quanto nas principais funções do filme.

Elenco principal

Os filmes com as piores representações no elenco principal são Dunkirk (0%), O destino de uma nação (22,22%), A forma da água (25%) e The post: a guerra secreta (30,77%). Em Três anúncios para um crime e em Corra!, a participação feminina é de 33,33%.

Os filmes com as maiores participações femininas a partir desta análise são: Trama Fantasma (66,67%), Lady Bird: é hora de voar (53,33%) e Me Chame Pelo Seu nome (50%).

90th Annual Academy Awards, Show, Los Angeles, USA - 04 Mar 2018
Allison Janney, Melhor Atriz Coadjuvante no Oscar 2018. Crédito: Rob Latour/Rex/Shutterstock

Ficha técnica principal

A ficha técnica principal teve participação feminina muito baixa. A maior participação é no filme Lady Bird: é hora de voar (61,54%), o único entre os indicados dirigido por uma mulher, Greta Gerwig. A menor participação acontece em A forma da água (8,33%).

The Post: a guerra secreta é o segundo com a maior participação feminina na ficha técnica (46,15%), seguido por O Destino de Uma Nação e Me Chame pelo Seu Nome (38,46%); Corra! (23,08%); Trama Fantasma, Dunkirk e Três anúncios para um crime (15,38%).

Isso acontece devido a nenhum dos filmes analisados possuir mulher nas funções de Direção de Fotografia, Trilha Sonora e Efeitos especiais (0% de representatividade). A representação é de 11,11%, nas funções de Direção, Edição de Som, Mixagem de Som e Edição, sendo que somente Direção e Mixagem não são compartilhadas com homens. Roteiro e Direção de Arte apresentam 33,33% de representatividade feminina.

Apesar disso, existem as funções que são predominantemente ocupadas por mulheres, como Figurino e Maquiagem, com 66,67%. Produção e Produção Executiva são as funções que são mais partilhadas entre ambos, tendo 66,67% de participação de mulheres na Produção e 75% na Produção Executiva, demonstrando que ainda há uma divisão por função/sexo no cinema.

Testes de representatividade

Analisamos também os testes de representatividade. 77,78% dos filmes são aprovados no teste mais simples (Bechdel-Wallace), que analisa se existem mulheres com nome, com fala e que essa seja sobre algo que não homens.

Apenas 44,44% passam no teste Mako Mori, no restante são reprovados ou pela mulher nem ao menos possuir um arco narrativo (Dunkirk, Me chame pelo seu nome e O destino de uma nação), ou por ele ser apoiado (estar à serviço) dos homens (The Post: a guerra secreta e Trama Fantasma).

Todos os filmes foram aprovados no Teste Tauriel, pois nenhuma das personagens femininas estão presentes apenas para serem o par romântico dos personagens.

Os filmes que foram reprovados no Bechdel também foram reprovados no Barnett, devido aos diálogos femininos (Destino de uma Nação e Dunkirk). Além disso, A forma da água e Três anúncios para um crime apresentam cenas de violência atrelada ao sexo masculino. Assim, a taxa de aprovação dos filmes no teste de Barnett foi de 55,56%.

Mesmo assim, a premiação deste ano trouxe personagens interessantes: no comando de um jornal (Kay, em The Post: a guerra secreta), organizando e desnorteando um estilista (Cyril e Alma em Trama Fantasma), acompanhando Churchill (Clemmie e Layton em O destino de uma nação), apoiando o filho na sua descoberta (Annella em Me chame pelo seu nome), recrutando e manipulando pessoas para família Armitage (Rose e Missy Armitage em Corra!), escrevendo a sua própria história e entendendo a família (Christine e Marion em Lady Bird: é hora de voar), arriscando tudo por uma criatura misteriosa que a tire da solidão e a faça se sentir menos deslocada (A forma da água), usando todos os subterfúgios possíveis para achar o culpado de assassinar sua filha (Mildred em Três anúncios para um crime).  

Preparamos um infográfico resumindo a análise das mulheres nesses filmes.

90th Annual Academy Awards, Show, Los Angeles, USA - 04 Mar 2018
A equipe de “A forma da água” sobe ao palco para receber o prêmio de Melhor Filme. Crédito: Rob Latour/Rex/Shutterstock

Aspectos da análise

1) Sinopse geral do filme de acordo com a percepção do Arte Aberta evitando spoilers; 2) A ótica das mulheres; 3) Representatividade feminina na ficha técnica (Direção, Roteiro, Produção, Produção Executiva, Direção de Fotografia, Direção de Arte, Figurino, Trilha Sonora, Edição de som, Mixagem de Som, Edição, Efeitos Especiais e Maquiagem); 4) Representatividade feminina no elenco principal; e 5) Análise dos Testes de Representatividade.

Testes de representatividade

Teste Bechdel-Wallace: As mulheres têm nome? Se falam? É sobre homem?

Teste Mako Mori: Tem mulher? Tem arco dramático? É apoiado no arco do homem?

Teste Tauriel: Tem mulher? Ela só está na trama para ser par romântico/possui competência em algo?

Teste Barnett: Tanto homens quanto mulheres falam entre si só sobre o sexo oposto? Os personagens masculinos têm comportamento atrelado à violência que trate como humor/falta de seriedade/normal/aceitável/como se alguém merecesse a violência?

Leia mais sobre a série #ElasNoOscar:

The Post: a guerra secreta

Trama fantasma

O destino de uma nação

Dunkirk

Me chame pelo seu nome

Corra!

Lady Bird: é hora de voar

A forma da água

Três anúncios para um crime

Recomendamos

Especial da BBC sobre o Teste Bechdel nos filmes do Oscar

 

Crédito da imagem de capa: Associated Press

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s