Amizade, álcool, drogas e Neon Classic | Filme Alguém especial (Someone great)

A gente sempre se depara com situações em que a vida dá uma puxada de tapete, e aí ficamos sem saber para onde devemos ir ou o que devemos fazer. Nesses momentos que a gente vê que tudo está mudando, parece que é de repente. Será?

No filme Alguém especial, dirigido e escrito por Jennifer Kaytin Robinson, você até tem a sensação de que está diante de uma comédia romântica, daquelas em que espera que a personagem principal supere o ex-namorado e encontre logo em seguida o amor da sua vida. Mas não é nada disso que o filme traz.

Jenny Young (Gina Rodriguez) é uma escritora e recebe uma grande oportunidade de emprego, mas para aceitá-la terá que se mudar de Nova York para São Francisco. Ao contar para o namorado Nate (LaKeith Stanfield), com quem tem um relacionamento de 9 anos, se vê em uma situação que até então não estava esperando: o relacionamento termina, uma escolha de seu namorado.

Vivendo 9 anos com uma mesma pessoa e achando que deveria ficar com ela para o resto da vida, a protagonista começa uma saga de despedidas e autoconhecimento. Tudo isso regado a muito álcool, drogas e Neon Classic. Para isso, vai contar com suas duas amigas de longa data, Blair (Brittany Snow) e Erin (DeWanda Wise).

Nessa jornada pra lá de atrapalhada, Jenny começa a perceber que sua chegada aos 30 acompanha algo inevitável na vida de qualquer adulto: mudanças. Nesse caminho, é necessário olhar com carinho para quem você está se tornando e abraçar todo o processo, amando cada passo nessa trajetória cheia de altos e baixos.

E é óbvio que essa trajetória pode ser menos traumática se temos amigas como Blair e Erin, que nos ajudam a enxergar a melhor versão de nós mesmas, apoiando nossas decisões e dividindo momentos tristes, alegres e (por que não?) também constrangedores.

Tudo isso pode até parecer bem piegas, mas o que seria das comédias românticas se não nos emocionarmos ao assistí-las? O filme é original Netflix e teve sua estreia bem recente! É o primeiro longa da diretora Jennifer Kaytin Robinson, que já havia criado a série da MTV Sweet/Vicious.

Espero que o trio Jenny, Erin e Blair te faça dar gargalhadas como as que eu tive assistindo. Também me emocionei, porque claro, assim como ela, estou descobrindo todo um caminho que ainda tenho que trilhar depois dos 30 anos, abraçando a minha trajetória. E deixo aqui uma frase da escritora Aline Valek que resume o que eu senti com o filme: “Antes de desejar o resultado, é preciso amar o processo”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s