Carta para Liniker | Intimidade | Cartas Para Elas

Querida Liniker, Temos passado por tempos estranhos, para dizer o mínimo. Muitas vezes, me pergunto: onde estava escondido tanto ódio para emergir assim de tantos lugares e chegar ao topo do nosso governo? Tanta loucura, tanta estupidez. E imagino também que na sua história nem tudo foram flores. Mas hoje a sua força – que explode no amor e na delicadeza – me faz ter … Continue reading Carta para Liniker | Intimidade | Cartas Para Elas

Carta para Joy | Wanderlust – Navegar é preciso | Cartas Para Elas

Joy, Wanderlust  é uma palavra alemã, dessas que só têm significado na língua de origem, como a nossa “saudade”. Aquela primeira é uma junção de duas outras: wander – maravilhar-se, vagabundear, aventurar-se – e lust – luxúria, desejo. Juntas, porém, nasce um significado novo: um desejo intenso de viajar pelo mundo, um desejo maior que qualquer outro, uma sede por conhecer novos lugares. E quando … Continue reading Carta para Joy | Wanderlust – Navegar é preciso | Cartas Para Elas

Carta para Nadia |Série Boneca Russa (Russian Doll) | Cartas Para Elas

Nadia, “A vida é curta, a arte é longa”, Hipócrates. “Saiba que você também vai morrer”. É o significado do termo em latim “memento mori”, repetido pelos estoicos antigos e contemporâneos na esperança de alertá-los (ou alertar-nos) da importância de aproveitar o momento presente. Somos finitos e, com isso em mente, é preciso cuidar do nosso tempo. Assim que nascemos começamos a morrer. É a … Continue reading Carta para Nadia |Série Boneca Russa (Russian Doll) | Cartas Para Elas

Carta para Júlia | Livro Tá todo mundo mal, de Jout Jout | Cartas Para Elas

Querida Júlia, (e assim que escrevo o vocativo já me sinto louca e falsa! Quem é Júlia? Não conheço Júlia. Escrevo, gente, para a Jout Jout. A personagem youtuber da Júlia – que é uma pessoa real que eu não conheço e não escreveria uma carta). É que depois que li sobre suas crises (no livro Tá todo mundo mal – o livro das crises), … Continue reading Carta para Júlia | Livro Tá todo mundo mal, de Jout Jout | Cartas Para Elas

Carta para Shonda Rhimes | Cartas Para Elas

Querida Shonda, Voltei a assistir a Grey’s Anatomy. Décima quarta temporada. Fico lá, dias imersa, a cada hora livre, vivendo o meu momento, acompanhando aquelas personagens – as que não morreram ou não nos deixaram, né, Shonda? Tenho esse movimento de idas e vindas com Grey’s, desde que minha cunhada me indicou mais uma “série de médicos”. Quando começo, não consigo parar (é o tal … Continue reading Carta para Shonda Rhimes | Cartas Para Elas

Carta para Glorinha | Separações, de Domingos Oliveira | Cartas Para Elas

Glorinha, Depois de tantos pedidos de folga de Cabral, é você quem se encanta pela liberdade, pelo sonho de poder fazer as coisas de que realmente gosta e, enfim, conseguir entender-se profissionalmente sem trabalhar apenas com o marido. É você, Glorinha, que vive mais uma paixão intensa ao ponto de ter seu coração partido ao ter que aprender a se despedir de um amor para … Continue reading Carta para Glorinha | Separações, de Domingos Oliveira | Cartas Para Elas

Carta para Moana | Cartas Para Elas

Moana, Tenho sentido uns medos incontroláveis, irracionais, como os medos são. Na semana passada, pegando um voo de volta para casa, fechei os meus olhos e, para me acalmar, visualizei você, uma menina, no topo da montanha, fazendo o mar se partir em dois, encarando Te Ka com coragem e bondade, conseguindo encontrar no monstro de pedras e lavas a deusa da vida e da … Continue reading Carta para Moana | Cartas Para Elas

Carta para Ash | Sing – quem canta seus males espanta | Cartas Para Elas

Ash, Você tinha noção do seu poder, da sua força, da sua voz? Mas não é fácil nos desvincular de relacionamentos abusivos, não é? Forte falar isso. Eu sei. Mas é importante dar nome ao que vivemos, ao que sentimos. Ash, seu relacionamento com o porco-espinho Lance não era bom para você. Não vale a pena ficar com alguém que te quer só para reforçar … Continue reading Carta para Ash | Sing – quem canta seus males espanta | Cartas Para Elas

Carta para Rosa | Como nossos pais, de Laís Bodanzky | Cartas Para Elas

Rosa, Você caminha pelas relações, numa busca pelo que é seu. Por isso, não há um aprofundamento especificamente em nenhuma delas. Passamos. O que importa é você. Estão lá os homens que te orbitam. Pai, pai biológico, irmão, marido e amante. Cada um, parece trazer mais vazios do que preenchimentos. “Entre aquela tribo de homens amontoados na psique da mulher, cujos membros são chamados pelos … Continue reading Carta para Rosa | Como nossos pais, de Laís Bodanzky | Cartas Para Elas