Jane, the Virgin | Crítica

Latinidade, sororidade e empoderamento em Jane, the Virgin Comumente vemos novelas sendo associadas à ideia de conteúdo audiovisual de baixa qualidade, com pouca criatividade e mensagens estereotipadas. Ainda mais criticadas, são as novelas latinas, condensadas em um grupo homogêneo, tratado com preconceito e taxado de brega e de mau gosto. É inegável, no entanto, que as novelas tem um alcance imenso, atingindo um enorme número … Continue reading Jane, the Virgin | Crítica

A guerra dos sexos + Mulheres Olímpicas | Crítica

A Guerra dos Sexos é um filme sobre feminismo, igualdade e liberdade, muito mais do que um filme sobre esporte. O longa é co-dirigido por Valerie Faris e Jonathan Dayton (diretores de Pequena Miss Sunshine), que, lado a lado, executam um filme sobre a disputa entre homens e mulheres por poder, reconhecimento e respeito, simbolizada por um jogo de tênis entre dois campeões mundiais. Billie … Continue reading A guerra dos sexos + Mulheres Olímpicas | Crítica

Meu corpo é político | Crítica

Os corpos marginalizados O documentário longa-metragem dirigido por Alice Riff surpreendeu por não abordar os personagens de uma maneira mais “clássica”: sentados, olhando para a câmera, falando de suas vivências e expondo críticas. O filme acompanha atividades rotineiras de cada um, como o café da manhã, hora para fumar, espera do ônibus, preparação para uma apresentação, ida à faculdade e ao trabalho, saída com amigos. … Continue reading Meu corpo é político | Crítica

Estamos todos aqui | Crítica

A pobreza e a resistência no território – o curta-metragem Estamos todos aqui Com estreia nacional no dia 16 de setembro de 2017, no 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o curta-metragem Estamos todos aqui, dirigido por Rafael Mellim e Chico Santos, causa desconforto. Aquele tipo de desconforto que você olha para o lado para ver se as pessoas que compartilham com você essa … Continue reading Estamos todos aqui | Crítica

Carros 3 | Crítica

Cruz Ramirez e a Síndrome da Impostora O terceiro filme da franquia Carros, da Disney e Pixar, passa raspando no teste de Bechdel (o que os outros dois primeiros não chegam nem perto). Além da já conhecida Sally, que perde um pouco de presença nesta sequência, conhecemos Cruz Ramirez, a “treinadora” de um centro de alta tecnologia para carros corredores; Maria Busão, uma ônibus escolar … Continue reading Carros 3 | Crítica

The Handmaid’s Tale (O Conto da Aia) | Crítica

NOLITE TE BASTARDES CARBORUNDORUM O que aconteceria se, do dia para a noite, nossa Constituição fosse suspensa? Quais seriam as primeiras mudanças? Quem seria privilegiado e quem mais perderia? A série O conto da aia, baseado no livro homônimo de Margaret Atwood (1985), apresenta uma realidade distópica na qual os EUA transformaram suas leis e implantaram um regime misógino, hierárquico e marcado pelo fanatismo religioso. … Continue reading The Handmaid’s Tale (O Conto da Aia) | Crítica

Embrace | Crítica

Abrace como você é Embrace: abraçar, aceitar, compreender, adotar. Mas como aceitar – e amar – um corpo que não é representado nas imagens que nos cercam? Como abraçar a nossa auto-imagem, quando as revistas, os filmes, os comerciais mostram figuras de mulheres tão diferentes? Diferentes, inclusive, delas mesmas, já que são imagens irreais, retocadas, modificadas, plastificadas. O documentário Embrace, escrito e dirigido pela australiana … Continue reading Embrace | Crítica

Divinas Divas | Crítica

A liberdade de ser quem você é Leandra Leal praticamente nasceu no teatro. Filha de atriz e neta de produtor cultural, ela representa a terceira geração de artistas. Sua família é dona do teatro Rival, no Rio de Janeiro, e ela cresceu brincando em seus bastidores e camarins, tendo contato com os artistas e aprendendo com eles. Foi lá que ela conheceu as divas Rogéria, … Continue reading Divinas Divas | Crítica

Mulher Maravilha

Mulher Maravilha (Wonder Woman) | Crítica

Heroína e Amazona O tão esperado filme da Mulher Maravilha, dirigido por Patty Jenkins, foi lançado no dia 1º de junho e o Arte Aberta esteve presente na pré-estreia. Durante o processo de todos os espectadores acharem suas respectivas cadeiras no escurinho, observei que muitas mulheres estavam presentes. Isso é considerável diante do senso comum que acredita que o público masculino é o único indicado … Continue reading Mulher Maravilha (Wonder Woman) | Crítica

Mucamas + Domésticas | Crítica

Que horas ela volta?, longa-metragem de Anna Muylaert, foi destaque no cenário nacional e internacional em 2015. O filme conta a história de Val, uma empregada doméstica que deixou a filha em Pernambuco sob os cuidados de outras pessoas e se mudou para São Paulo para trabalhar na casa de uma família. Lá, ela cuida da limpeza, das refeições e do filho dos patrões, acompanha … Continue reading Mucamas + Domésticas | Crítica